sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sexo de Perdição



Olha bem para mim...
Agora fecha bem os teus olhos...
Continuas a ver-me como se estivesses de olhos bem abertos? 




Regresso no dia 06 de Agosto...

quinta-feira, 19 de julho de 2012

exCITAÇÕES


(...)
I find shelter, in this way
Under cover, hide away
Can You hear, when I say?
I have never felt this way

(...)

Could I be, was I there?
It felt so crystal in the air
I still want to drown, whenever You leave
Please teach me gently, how to breathe

And I'll cross oceans, like never before
So You can feel the way I feel it too
And I'll mirror images back at you
So You can see the way I feel it too

(...)

The xx - Shelter

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Teu



Se sou o Rio, tu serás o Mar para o qual fluo… no qual desaguo.
Intensa, Voraz, Cativante!
Imensa, Sagaz, Enleante!
Estremeço perante a Visão… dessa dimensão que escalas em mim…
E paulatinamente desapareço em Ti... fascinado sem fim.

terça-feira, 17 de julho de 2012

Minha



Irás conhecer os torvelinhos da dor… Da boa dor! Irás conhecer o prazer. Irás gritar, gemer e suspirar. Talvez escorra uma lágrima. Talvez escorram várias lágrimas. Irás abdicar do controlo. Serás integralmente despida… emocionalmente, fisicamente e mentalmente.
Irei foder-te!
Não irei parar até estremeceres de forma incontrolável.
Serás libertada e tombarás em mil pedaços.
E nestes braços… irás encontrar segurança!
Irei guiar-te, puxar-te e desarmar-te.
Por fim… irei aconchegar-te em mim, enquanto tremes… reunindo cada pedaço Teu.
Amo-te! 

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Lapso Lascivo



Acho que deixei um Cunnilingus em tua casa…
Posso passar aí logo para o levantar?

quinta-feira, 12 de julho de 2012

A Chamada da Memória



O sono tresmalha
Eco memorial do requebrar dessa cintura
Perdura
No corpo de delito envolto na toalha
Após acenos de açucena
Cuja cena
Imortalizo nesta digital pena.

O teu toque flameja
E apesar da voz mitigar a tua ausência
Este coração desmesurado, por Ti lateja.

Por mais sequiosa que a Alma esteja
Minha boca suspira nas asas da premência
Até que em doce fonte teus lábios beija.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Piscina onde nada a Sombra



Guelra do pináculo humano
Que respiras a bruma
Do imenso orvalho
Cochilas enquanto espalho
Insano
Uma sombra lúbrica sobre o pano
Que materializa em suma
Doces conjecturas sobre a tua pluma.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Sexo de Perdição



I … You!
Love will be the only word standing between us.

Todas as estradas da minha Vida me conduziram para este Dia... para esta Manhã... para TI!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Amo-te Intensamente!



Minha Flor
Que te guardas em botão
Deixa-me desabotoar-te sem pudor
Pétala a pétala
Extraindo o perfume do teu interior.
Sente o raiar deste Pôr-do-Sol
Que magnifica o teu rubor
Desabrochando sorrisos
Almejados por este Sonhador
Que te deseja transpor
E assomar como o teu Conquistador.

terça-feira, 3 de julho de 2012

Derretidos



Esta sede imprecada
De escorrer no calor
Desse corpo de louvor
Fulmina-me com energia desenfreada
Como um raio de indecência
Que debelará qualquer carência.

Para sufocar o temporal
Neste clima estival
Decido ficar ancorado
Na berma do litoral
Desse mar avolumado
Que me submerge encantado.

Uma lágrima libidinosa
É vertida no derradeiro suspiro
Dissolvendo-se nas folhas do papiro
Desta Fábula primorosa.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Natureza Carnal



No teu corpo procuro pela Montanha, pelo Sol enterrado no Oceano.
No meu corpo procuras o Bote, à deriva pelo delicioso véu da Noite.