segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Sexo de Perdição


Bom Ano 2013!
Não celebrem o dia... Celebrem a VIDA!!

Pessoalmente, prefiro converter as doze badaladas em doze palmadas de perdição...


domingo, 30 de dezembro de 2012

Mais um Trago



Quero ser a Tua Droga.
Inspira, morosa
Sorve a dureza sedosa
Veias que pulsam no céu da Tua boca
Cabeça agitada no serpentear da Tua língua
Gotículas que alucinam as Tuas papilas gustativas
Vicia-Te
Traga
Mais fundo
Até espreitarem lágrimas de engasgue
Até o fôlego ameaçar abandonar-Te
Até Te lambuzares no arroubamento.
Vicia-Te
Traga(me)!

sábado, 29 de dezembro de 2012

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Amor Líquido



Partilhemos o ar que medeia o encontro dos nossos lábios. Resvalemos no impacto de um beijo aveludado. Mãos que se fundem em cabelos… pele que serpenteia uma na outra… pernas que se entrelaçam… dedos dos pés que se contorcem… línguas escaldantes que traçam uma linha de fogo pelos lábios, mergulhando no caldeirão. Preciso desse sabor… dos sentidos arrebatados. Paulatinamente, preenches o meu Ser… sobrepujado pelo feitiço no qual me embalas. Banha a Tua língua na minha… desfaz a minha boca na Tua. O Teu beijo é Amor Líquido… Naufraga-me em Ti!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Merry XXXmas!



Cantarolam por estes dias “Silent Night”…
Pois eu prefiro uma “Loud Night”, desembrulhando o meu verdadeiro Presente: TU!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Sexo de Perdição



Vem comigo… vem-Te comigo…











Este humilde recanto faz hoje Um Ano!
Não criarei desafios, nem festividades, tampouco irei arremessar aqui confetes de esperma…
Prefiro assinalar esta data numa pequena nota de rodapé, sem macular a coerência da temática que exponho, publicação após publicação. Aproveitando para agradecer encarecidamente a quem tem a magnanimidade de me seguir e ofertar presentes grafados, de valor inestimável.
Namasté!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Pietà



Enobrece-me ter-Te nos meus braços… exposta… desnuda… vulnerável para mim. Tamanha rendição é apenas superada pela Tua Beleza. Apesar de tomado por uma ânsia avassaladora de te desmantelar, subjugar, amar, devorar e revivificar numa Foda Sem Piedade… o meu desejo mais profundo é cuidar de Ti, proteger-Te, reerguer –Te… todos os dias… todas as noites!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Põe e Dispõe de Mim...



Desejo escapar deste Lugar. Não apenas fisicamente, mas também mentalmente. Quero ser arrebatado do Vulgar e projectado para o Espaventoso. Converter o Mundano em Etéreo. Trocar a Segurança pelo Risco. O Conforto pelo Desassossego da Antecipação. Quero sentir Ardência… não apenas sobre a Pele, mas igualmente sob a mesma. Ambiciono sentir cada nuance na Vertigem da Excitação… como ascender e tombar dos Céus numa Velocidade Terminal, para estacar a dois palmos do chão. Desejo um Cocktail de Adrenalina, Suor e Lágrimas… servido com muito Gelo para diluir o verdadeiro ingrediente: Tu! Quero a Luz e a Sombra… a Quietude e a Contundência… o Prazer e a Dor. Não quero que a Vida passe por mim… quero trespassá-La de forma Furiosa… Espirituosa… Deliciosa… Libidinosa. Quero Rir e Gritar e Gemer e Suspirar. Quero embrulhar-Te nos meus Sentidos. Preciso de sussurrar nos Teus Cabelos… sepultar segredos no Teu Corpo… rosnar murmúrios pela Tua espinha até os fundear em Sítios escuros, molhados, quentes e apertados… vezes sem conta. Tenciono espreguiçar na Tua Praia e fazer do Teu Corpo a minha Mesa de Degustação. Pretendo desfalecer em Ti… exausto, usado e abusado… com a perfeita noção de que Amanhã Tudo recomeça novamente com o mesmo Ímpeto.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

(Meu) Orgulho



Estremeces quando irrompo pelo quarto
Pestanejo e ajusto a visão
Na escuridão
Olhos rasgam-se num sorriso
Pele leitosa reflecte o que preciso
Numa batalha contra a inocência
Desafiadora
Inspiradora
Estimuladora
Vogo pela Fantasia Lasciva
Suspirando pela Secreta de Êxtase
Que açoita a minha Devoção
Neste corpo desnudo
Que arde pelo teu Rubor.
Bebo da Tua sedutora resistência
Com goles devassos
Roço minhas presas nesse pescoço ebúrneo
Tatuo-Te na minha Fome
Até que baixas a toalha da dúvida
Sob o meu Domínio
Submeto-Te nesta tortura erótica
Ao Desejo que me escorre
Esfrego-O para Ti
Em Ti
Por Ti
Prova-me!
Em Carne Viva
Com a mão em sobressalto
Devoro a Tua Imagem
Deleito-me com a Tua Essência
Com esse beijo escarlate
Rogo que me esfoles
Nessas unhas de carmesim
Pois esta boca vil
Planeia consumir-Te
Em todos os Suspiros
Arpoando esse lábio mordido
Que perturba o meu Sentido.
Foda-Se!
Algemo-Te na minha cama
Sobre o frio metálico
Chove um calor fálico
Mamilos intumescem
Tonalidades enrubescem
Desintegro-Te
E restauro-Te
Arremeto contra Ti
E Retiro-me de Ti
Reingresso com estocadas
Insanas, mas focadas
Duro… Profundo… Veloz…
Feroz…
Mergulho
Nesse orgasmo que de Ti desembrulho
Engolindo todo o (meu) Orgulho.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

sobreVIR



Serás minha sobre a distância e o tempo?
Serei o nome nos teus lábios?
Serei o rosto na tua mente?
Serei as mãos sobre o teu corpo?
Serei a voz no teu ouvido?
Serei o sabor quando humedeces os lábios?
Será meu, o teu Orgasmo?

Sorrio ao entrar. Vejo a dedicatória. Como esses dedos desenharam o intervalo do meu tempo de chegada. Vejo uma Cascata de Luxúria. Apresto-me para mergulhar… e naufragar o meu fôlego bem dentro de Ti.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Sexo de Perdição




Há uma diferença abissal entre dizer que és uma puta… e dizer que és a MINHA Puta!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Performance



Espio o teu espreguiçar…
Esse emergir do sono
Disposta a deambular
Pelo culto do Dono
Imersa no esplendor
Da expiação da nudez
Escorrendo fervor
Pela maciez dessa tez.

Sentes-me na assistência?
Vigilante desse desempenho?
Prestes a colmatar essa carência
Sentirás a definição de ferrenho.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Montar uma Obra-Prima



Irei colocar o teu sangue em ponto de ebulição, consumindo quaisquer grumos de inocência.
Preciso de saber que o aguentas!
Irei desembocar em ti toda a minha fúria libidinosa, afundando todos os meus demónios bem dentro de ti.
Preciso de saber que o aguentas!
Irei retalhar todos os teus medos, arrasar todas as tuas barricadas e prostrar-te na redenção da sensação. Irás ignorar o caos do teu filamento capilar de Deusa e a maquilhagem esmaecida. Comprarei novas peças de roupa para substituir as esfarrapadas. A máquina lavará os lençóis. Será quente, puro, duro, cru, violento, arrebatador. Trilhos de fogo irão profanar a tua pele de porcelana. Mas ulteriormente, reunirei todas as partículas da tua essência e transformar-te-ei em Poesia.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

exCITAÇÕES



(…)

I wanna fuck you like an animal
I wanna feel you from the inside

(…)

I drink the honey inside your hive
You are the reason I stay alive

(…)

Nine Inch Nails - Closer

sábado, 8 de dezembro de 2012

cAMA



Pureza… este é o Lugar onde a Inocência começou… e acabou…
Esta é a Cama para destruir na investida selvagem da paixão… lençóis rasgados… almofadas despedaçadas… colchão escavado. Este é o Lugar para enterrar os dedos e cavar uma Toca de Luxúria, ornamentada com corpos entrelaçados… esperanças descobertas… suspiros abafados… livros desfolhados languidamente… músicas entoadas com os nossos resquícios de fôlego. Vem… desaparece comigo… Este é o Lugar!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Liquefeitos



Se chegassem perto do rosto um do outro, iriam certamente fundir-se graças ao calor que emanava daquelas faces ruborizadas pós-coito. Ele, quando recupera a lucidez, ainda se sente a jorrar estremecimento. Ela, enfeitada em cascatas de suor, fá-lo perder-se no ondear hipnótico daqueles cabelos que pingam paixão no seu falo. Embrulhada na doce fragrância do prazer, sente-se embevecida pelo perfume da sua pele misturada com o seu sabor. Ele atendeu os seus pedidos… Ela sugou os seus gemidos. Expressões supinas de puro êxtase… Dissolvidos poeticamente em suor e sémen.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

De Coração Aberto...



... e pernas afastadas numa visão afrodisíaca... Ela oferece um Lugar para desaparecer... e reaparecer...