terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

O Rubor Delator



A nossa energia invisível concentrava-se numa mesa discreta. Sabes que não sou propriamente misantropo, mas devo admitir que a música suave e as tertúlias dos outros providenciavam um pano de fundo que não passava de pura estática… facilmente descartada. Sentia-me consumido por uma inabalável atenção por Ti. Detinha-me nas curvas delicadas da Tua clavícula… invejoso pela forma como o tecido do vestido beijava os Teus ombros. O Teu cabelo esplendoroso, estrategicamente disposto, revelava o teu pescoço delicado… até que um punhado rebelde tombou e serviu de moldura perfeita para a Beleza do Teu rosto. Os meus olhos sondaram os Teus. A forma como ripostavas com o Teu Olhar incitava-me… acirrava-me! Incapaz de controlar a voragem do momento, inclinei-me sobre a mesa, para sussurrar a minha ânsia carnal ao Teu ouvido. Ânsia que contrastava com o ambiente refinado que gravitava à nossa ilharga. «Quero levar-Te para um canto isolado, prender as Tuas mãos com o meu cinto, vendar os Teus olhos com a minha gravata e torturar-Te. Sobressaltar essa cona e chicotear esse clítoris até suplicares bem alto que Te foda com este caralho severamente latejante…». As palavras jorraram com imensa vulgaridade, mas quem disse que não existe Poesia na vulgaridade? A forma como ruborizaste, como estremeceste na cadeira e comprimiste as coxas denunciou claramente o alvoroço que Te tomou de assalto.

34 comentários:

  1. Meu querido Eros:
    Adoro palavras rudes e "vulgares" sussuradas sem receios, protegidas pela cumplicidade dos amantes ou até gritadas sem medos na fúria do desejo.
    Porque no sexo, no amor, ou na tal Transcendência que é a união dos dois, não há lugar a preconceitos sociais, a palavras contidas...são os "suspiros da líbido" que devem ser libertados directamente do nosso Sentir, sem censuras....
    Tal como por vezes o carinho nos inunda e saem da boca palavras doces, outras vezes (e são fantásticas esses vezes!) aquilo que nos invade é a fúria do desejo, a rebeldia do tesão....e como poderiamos expressar isso senão com essas palavras a que chamas de "vulgares". Não há vulgaridade no Sentir, eu vislumbro-lhes uma imensa Beleza!

    Deixei-me envolver pelo fantástico cenário que criaste, requintado, cuidado... e na minha mente ecoa a voracidade dos pensamentos que te assolam a mente abstraindo-me, tal como tu, da delicadeza que te envolve.
    Ouço automáticamente Nine Inch Nails, com o seu som industrial de batida forte tal como imagino o bater do teu coração.
    Diz lá que se tivesses que escolher uma música para Lhe sussurrar ao ouvido e expressar o que sentias não escolhias o Closer?

    "You let me violate you
    you let me desecrate you
    you let me penetrate you
    you let me complicate you

    ....

    I WANT TO FUCK YOU LIKE AN ANIMAL
    I WANT TO FEEL YOU FROM THE INSIDE
    I WANT TO FUCK YOU LIKE AN ANIMAL
    ...
    You get me closer to god

    Through every forest
    Above the trees
    Within my stomach
    Scraped off my knees
    I drink the honey
    Inside your hive
    You are the reason
    I stay alive"

    http://youtu.be/IGwqJZWow3A

    Será possível dizer que não existe poesia nesta faixa?

    Hoje deixo-te um ousado beijo *Estrela*do*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa faixa é um dos meus Suspiros de Libido:
      http://suspirosdelibido.blogspot.pt/2012/12/excitacoes.html

      Os teus épicos comentários não só revelam tremendo bom gosto, como me adornam esta singela caixa de comentários.
      Todas e quaisquer palavras empalidecem perante o carinho que grafas.

      Beijo constelado

      Eliminar
    2. Nessa altura ainda não tinha o prazer de me sussurrares suspiros ao ouvido :-)

      Apenas procuro reproduzir em palavras o que me fazes sentir.
      Apraz-me saber que te agrada.....mas não deixes que te empalideçam as palavras. Adoro quando as soltas e me fazem ruborizar :-)

      Beijo *Estrela*do*

      Eliminar
    3. Be careful what you wish for...

      Beijo ;)

      Eliminar
    4. I don't know how to live with fear.
      I'm a warrior of desire, fighting for my wishes ;-)

      Beijooooooos *Estrela*dos*

      Eliminar
    5. If i'm in the presence of a warrior, then i better draw my sword... ;)

      Beijo constelado

      Eliminar
    6. Do not challenge a warrior.....
      I don't fear your sword....I've got my shield ready to face it.

      Would you beat me in duel?

      Eliminar
    7. I like your defiance.
      But i repeat: be careful! I would not beat you in a duel... i would ravish you!

      Eliminar
    8. I'm not afraid of your threat!
      I'm a good warrior.

      Any way, there will be a loser in this kind of duel?

      Eliminar
    9. There are no losers in this kind of game.

      Eliminar
  2. Muito Bom :) Gostei de te ler.

    E no sexo e na forma de expressar o desejo há vulgaridade? :)

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Poesia manifesta-se no arrombo que se provoca numa Alma.
      E há "vulgaridades" tão, mas tão extasiantes!

      Beijo

      Eliminar
  3. Vulgar é o mau gosto, palavras mal colocadas, o impróprio, o indevido...
    Vulgar são os erros ortográficos e gramaticais crassos, a falta de inteligência...
    O que escreveste não é vulgar, é puro desejo e tesão. É a poesia na sua mais pura forma! É uma proposta que se propôe directa e que eu não saberia negar!
    *beijos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais.
      Compreendes-me até ao tutano da questão.
      Beijinho*

      Eliminar
  4. Não existe vulgaridade na expressão do desejo pelo outro... Nessas situações, de jogos de sedução, vejo apenas a luxúria que toma conta dos corpos... Lindo post... :)...
    Beijokas sedutoras e um ótimo dia para você... Madame K...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo carinho Madame.
      Beijocas e votos de uma noite deliciosa ;)

      Eliminar
  5. Um verdadeiro suspiro da libido...

    ResponderEliminar
  6. Depende da vulgaridade,
    depende do momento,
    depende de quem a diz,
    depende de como é soletrada,
    depende que quem a ouve!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Premissas absolutamente incontornáveis.

      Eliminar
  7. Jamais se pode julgar vulgar tamanha intensidade de palavras ditas em momento tão intenso!!!!
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falamos a mesma língua, portanto.

      Beijo

      Eliminar
  8. Uma pessoa chega aqui com vontade de comentar e fica sem palavras,não se faz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recebo-te com um Sorriso e com boas-vindas genuinamente calorosas.

      Beijo agradecido :)

      Eliminar
  9. Vulgar?(gargalhada)imagine se acompanhasse o meu espaço,você utiliza de adjetivos sublimes,Eu não sei fazer isso,relato direto ,muitas vezes....parabéns ,como sempre belo post,sensual,excitante e muito prazeroso em ler,bjks!Ah!Li os outros post hoje,tempo curto pra comentar em todos,mas gostaria de dizer-Te, a inteligência e a sensualidade tambèm me atrai,me excita...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre meiga, atenciosa e simpática nas intervenções.
      Sempre bem-vinda!
      Beijocas

      Eliminar
  10. Fazendo rodeios .. riso solto .. tentando me concentrar em um comentário comportado pra este post .. mas ..
    Uma única sensação me vem á mente
    A resposta que merece tamanha 'vulgaridade!!'
    Lá vai: 'me chama de puta! .. adoro!' kkkkkkkkkkk
    Beijooooo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois então,
      deixo-te um Beijo... minha Puta! :)

      Eliminar
    2. Ual ..
      Delícia! rs ..
      ;)

      Eliminar
  11. Amando .. Eros
    Feliz entende rs ..
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Serás sempre bem mimada por aqui ;)

      Eliminar