quinta-feira, 11 de abril de 2013

Corpo e Alma




O deleite perfumado de dois corpos que se movimentam como Um. As Tuas mãos nas minhas, confiscando o que Te pertence por direito. A colisão entre bocas esfaimadas. Os lábios aferrados. A partilha de salivas. A assunção do sabor do Teu néctar quando a minha língua devora a Tua boca. A admissão mordaz de ar, quando Te (e)levo ao limite e sinto as convulsões do Teu corpo a orientar o meu próprio desenlace. Desenlace que dissemino pela Tua pele, agasalhando-te no calor da minha semente… sem deixar de surfar na réplica das ondas que propagas, deslizando a mão pelo teu mar salgado. Doce, é a sensação do teu peso sobre o meu. Dessa sustentável leveza do Teu Corpo sintonizada com a sustenida beleza da Tua Alma.

8 comentários:


  1. Isto... são acordes de uma melodia de prazer...

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São acordes bem acordados, sem espaço na pauta para bemol... ;)

      Eliminar
  2. A paixão está na entrega de dois corpos que se unem :)

    Um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A paixão é Dor, até na sua definição mais literal.
      O Amor, esse reside na Entrega Real de dois Corpos que se fundem.

      Beijinho

      Eliminar
  3. Qunado os conseguimos unir assim, então tudo o resto parece pequeno.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O resto torna-se estática.
      Beijinho

      Eliminar
  4. Que bela melodia sussurras por aqui!
    Esse enlace perfeito de Almas que vivem uma na outra...

    Boa noite,Eros.
    Beijo enorme em Ti

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma Sinfonia de Almas, bem enlaçadas.

      Boa noite Mary

      Eliminar