sexta-feira, 12 de abril de 2013

Estradas de Perdição



A Estrada. A temperatura sobe. O Verão espreita em plena Primavera. Janelas para baixo. O cheiro a alcatrão quente e a Natureza. Mar e Pôr-do-Sol no horizonte. Horas, com Ela em vestidos demasiado curtos para serem ignorados. Fecho éclair. Te(n)são. Brincadeiras. O Sorriso dEla, como uma lebre para um lobo. Dentes que rangem subtilmente entre palavras. Cogitando novas formas para A fazer revirar. Inocências que aguardam ser atropeladas. O momento precedente. As pernas descruzadas… e o Tempo pára.
Ele olha para o lado… e o banco da passageira está vazio.

Foi Tudo um sonho... mas eu dei-Te tanto. Eu dei-me tanto.
Eu seria Tudo para Ti... mas Tu nunca olhaste para o mesmo horizonte que eu... havia sempre algo a desviar a Tua atenção... e eu ali, bem ao Teu lado, sem ter o olhos na estrada pois enfeitiçavas todos os sentidos do meu ser. Mas para Ti não passava de um mero passatempo... de um intervalo entre o chamamento da profissão ou dos amigos. Tantas Cartas de Amor que eu Te redigi. Tantas Cartas de Amor que nunca mereci de Ti. Tantos "Amo-Te's" que Te expressei do fundo desta minha merda de Alma, mesmo pulverizando centenas de quilómetros por um par de horas gloriosas conTigo... tantos "Amo-Te's" que não logrei receber de Ti, pelos quais tantos dias e tantas noites definhei com a Tua falta.
Foi Tudo um sonho... no qual morri abalroado pela minha insignificância.









P.S.: Espero voltar daqui por uma semana. Preciso de percorrer uma longa estrada para me encontrar. Se o destino desta jornada me permitir reencontrar a confiança, o amor-próprio e a fera que há em mim... voltarei. Até lá, muito obrigado pela vossa constante presença e pela forma como me "atur(ar)am". Para Ti... nada sou... sou uma treta que não paga dívidas... mas Amo-Te!!... ontem, hoje e amanhã. E isto é algo que nunca entenderás... ou seja, como é que um apêndice dispensável continuará sempre a jorrar tanto Amor por Ti? Porque Tu serás sempre o meu órgão vital.

32 comentários:

  1. Volta a ter confiança em ti, amor próprio e reencontra a fera... por ela porque a amas e ela continua a amar-te com certeza, mas acima de tudo volta por ti.
    Juízo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, preciso definitivamente de ganhar juízo, como tão bem me tentaram martelar na cabeça. Dediquei o meu Tempo a alguém que apenas desejava aproveitar uma porção do mesmo, para os seus tempos-livres. E "cuspi" em Alguém que me dedicou vários anos da sua Vida, tentando idolatrar-me como um deus, mesmo quando tive de me afastar dela. Questiono-me muitas vezes, se mereço realmente pisar este chão...
      Mas serei sempre ridículo, sabes porquê? Porque, apesar da "cura" que busco, irei sempre Amar acima de Tudo e de Todos aquela que me vê como um plano secundário. Sim, tenho várias sombras de ridículo.

      Eliminar
    2. Oh rapaz, não és nada ridículo. Ridículo é quem não ousa amar, ridículo em quem não arrisca. O Amor é como qualquer outra coisa que tem coisas boas e outras coisas menos boas. É natural nas relações um dar mais do que o outro, as pessoas não amam da mesma forma. Tem calma.

      Eliminar
    3. Não banalizes a palavra Amor, porque esse sentimento não tem coisas más. O Amor é etéreo... transcende! Não asfixia nem espicaça. Quando sentes coisas menos boas com um sentimento que julgas ser Amor, chegaste à revelação sobre a ausência do mesmo, porque como diz aquele chavão: o Amor é como o Tango... não se dança sozinho.
      Agora que se Ama de forma diferenciada, isso é óbvio. E é delicioso, pois há sempre o fulgor da criatividade e do inesperado. Mas quando assoma a carência, a ausência e a negligência... isso é tudo, menos Amar. Pois mesmo essas pessoas que dizem "amar" com pouca expressividade, sentem-se frustradas e furiosas quando o foco do seu Amor as ignora ou esquece para um canto.

      Eliminar
    4. Não banalizo a palavra Amor, porque para mim tem um significado por mais palavras que existam no dicionário nenhuma o consegue definir, fica sempre a faltar alguma coisa. Só quem o sente é que sabe o que realmente é. Mas discordo contigo, o Amor tem coisas más. Nem ele é perfeito.
      As pessoas são diferentes e vivem as coisas de forma diferente. Para uma situação entre duas pessoas existe sempre 3 pontos de vista, o de um, o de outro e ainda o de uma pessoa de fora da situação. Põe-te no lugar dela, talvez encontres aí a solução.

      Eliminar
    5. Nem as máquinas são perfeitas, como queres que o Amor assim o seja? Quando muito tem uma perfeição efémera.
      Espero realmente que tudo se resolva pelo melhor, pelo teu melhor.

      Eliminar
    6. O Amor não é Perfeito?? Até as flores do jardim dizem que o Amor é Perfeito... Mas devo ser mesmo de Marte... eu sei.

      Não me ponho no lugar de mais ninguém... basta!
      Quanto muito, alguém que se ponha no meu Lugar... pois estou farto de desperdiçar o meu Tempo com pessoas que não o desejam por inteiro... Dói muito!! E estou farto de "ignorar" quem realmente deseja estar bem dentro de mim... durante as 24h de cada dia. Colocar-me-ei no Lugar de quem realmente me desejar no Seu Lugar.

      Tenho de aprender a Viver neste planeta, onde as pessoas dizem que o Amor não é perfeito. Talvez tenha a fortuna de me deparar com alienígenas como eu... Talvez os meus olhos deixem de estar tão fechados quando me passam ao lado e tentam cativar.

      Eliminar
    7. Quando a vi, tive receio de a encontrar… quando a encontrei, tive receio de a beijar… quando a beijei, tive receio de confirmar que sempre a Amei… agora que confirmei o meu Amor imemorial por Ela, tenho receio de a perder… Mas como posso ter receio de perder alguém que nunca tive completamente? Alguém que apenas me concedeu lampejos da Luz do seu Coração?...
      Mas caramba, essas meras faíscas, iluminaram-me mais do que mil Faróis.

      Eliminar
    8. Por saber exactamente o que isso é, é que disse o que disse. Sabes o que é sentir saudades de alguém que nunca foi teu? Sentir um vazio que corrói a alma só em pensar que desejas tudo com aquela pessoa e podes chegar a não ter nada? E quando a tens finalmente nos teus braços, parece que chegámos para lá da exosfera? Eu acredito que existem almas que foram feitas para se encontrar e quando alcançada essa união coisas inexplicáveis acontecem. O problema está que o Amor até poderia ser perfeito por si só, mas existem outras condicionantes. É preciso ter paciência, porque se for mesmo a tua outra metade, o dia certo chegará.
      Sei o que estás a passar porque deste lado as coisas não estão fáceis e tomar a decisão de ir embora mais difícil é.

      Eliminar
    9. Ela "ir embora" não é o foco da minha Dor.
      Eu redigi o que penso sobre isso no post "E Tu?...".
      Esperei 32 Anos por Ela... o tempo, os oceanos e os continentes de separação nada representam para mim... afinal, sempre partilharíamos o mesmo Céu, o mesmo Sol e a mesma Lua.
      Mas tens toda a razão quando escreves «...se for mesmo a tua outra metade, o dia certo chegará...»
      Pena que só um de nós acredite e não desconfie desse dia. Essa confiança era a minha segurança.
      Paciência... para mim...

      Eliminar
    10. Percebo que não seja fácil continuar, quando a alma que pensamos ser a nossa complementar não o vê dessa forma ou ainda não descobriu que o é. Mas o teu dever como amante é estar ao lado dela nessa descoberta e, por vezes, lutar e acreditar pelos dois. No dia em que ela descobrir e reencontrar-te naquele lugar onde a mão humana não tem acesso ao livre-arbítrio, ela só poderá agradecer por te teres mantido ao seu lado no matter what.

      Eliminar
    11. Já leste na longa "conversa" que travamos, bem como nos meus posts, que Ela jamais me perderá. Este coração pertence-lhe. Para o meu Bem ou para o meu Mal.

      Mas não me posso manter ao lado de quem não confia. Não posso!

      Eliminar
  2. Vá ..
    Enfrente a estrada e em especial, você mesmo ..
    Acredite Eros, vale a pena seguir.
    Todo o meu respeito e carinho Poeta.
    Beijo no seu coração.
    Sempre ..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em tempos, em duas Cartas de Amor inesquecíveis, Ela pedia «Recebes-me?» e perguntava "desesperada" noutra «Perdi-te, não perdi?». Tudo não passou de um jogo ilusório de "Toca e Foge"... mas caramba, quando Ela me tocava, eu sentia-me tão alto, tão amado, tão desejado, tão esperançoso, tão imaculadamente feliz. Mas no final, alguém que desconfia do nosso desenleio... é alguém que não confia no nosso Amor. Apenas lamento não ter tido forças para jamais ter respondido ao mail «Recebes-me?»... o problema é que já a VIA, mesmo antes dela ter assomado literalmente na minha Vida.

      Eliminar
  3. Há momentos que temos que percorrer essa estrada...

    Por este lado apenas posso dizer que esperarei, pelo regresso !

    um bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema com as estradas é que todas têm o seu nome. TODAS!
      Jamais poderei ir a Nova Iorque, por exemplo. E logo eu, que sempre fiz das viagens a minha purgação e deambulação existencial. O maior beco sem saída das minhas reflexões é ter noção que ela tinha noção das atitudes que me magoavam... e nada fazia para me sanar ou evitar que lágrimas beijassem o meu rosto. Esse beco tem um enorme cartaz em fundo: "Isso não é Amor, meu estúpido". Num mundo perfeito, existiriam bisturis para a Alma.

      Eliminar

  4. Eros, percorre a estrada com o comprimento que para ti achares necessário. De todas as tuas reflexões que aqui li, digo-te que vivo o Amor da mesma forma que tu o descreves. E é duro... e dói, dói muito. Quando outros interferem e separam duas almas gémeas que se amam, como me aconteceu a mim, e por mais que lutes, não te consegues juntar ao prolongamento da tua própria pele no outro. Quando ele(a)s têm medo da mudança, das consequências, porque o conhecido é confiável e dá segurança. Mas se não arriscam, não sentem com a intensidade que nós sentimos, ainda que seja muito efémera para o nosso sentir.
    Porque o Amor não é só vivido por duas pessoas, como se possa pensar...
    Mas digo-te que A continues a Amar, porque TU o mereces, embora tenhas que viver esse Amor num outro patamar ou planisfério.
    E volta... volta por ti!

    Beijos enormes em ti ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As tuas palavras provam que o planeta, afinal de contas, não é um local assim tão frio e calculista.
      Obrigado pela tentativa de conforto, mas está tudo bem... a sério! É seguir em frente. Se não sirvo para quem o meu coração pulsava, ergo a cabeça, seco as lágrimas do meu torpor e venha de lá o resto da minha estrada.

      Eliminar

    2. Eu sei que estás bem e que vais seguir em frente :)
      Só te dei a minha visão do Amor. E tens toda a razão, se não lhe serves, há muita estrada à nossa frente para percorrer e novos encontros te surgiram!

      Eliminar
    3. Talvez... mas neste momento não quero pensar em Nada, nem quero conforto.
      Quero ser Grau Zero de Pensamento... por uns dias...

      Eliminar
  5. Olha... fiquei sem palavras...
    Acredites ou não fizeste-me perder algumas lágrimas, nem reconheço o Eros, aquele Deus do amor que aprendi a respeitar e que nos cativava com a sua sensualidade aliada a uma sensibilidade pouco usual nos homens. Segui-te desde sempre, e embora alguns textos me deixassem comovida, este foi o único que verti lágrimas.
    A vida não é justa, cometemos erros, mas eles também nos ensinam.
    Não vás... continua a encantar-nos com as tuas palavras.
    Beijinhos* doces*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o Eros está dormente.
      Se entretanto a besta revigorar... certamente voltarei. Aprendi muito. Da forma mais dura, mas aprendi.
      Agora, sigo em frente.

      Eliminar
  6. Eros não estás sozinho e faço meu o teu sentir... quando se ama incondicionalmente, deseja-se TUDO, menos não queremos. Eu stou a viver isso tudo e sei bem o quanto é duro ver todos os sonhos desfeitos. por falta de coragem ou ... por falta de Amor, pq quem ama. fica junto e enfrenta o mundo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo(a), nem imaginas a quantidade de dias em que saía de casa para trabalhar, entrava no carro e tinha o secreto desejo de a ver esperando por mim na rua... Sabes quantas vez Ela estava lá?...

      Obrigado pelas palavras. Mas da próxima vez, não te coíbas de assinar o comentário... nem que seja com uma letra apenas.

      Eliminar
    2. Assinado: PM

      Eliminar
  7. Oi, mais uma alma de um coração que chora. A dor de um Amor nada perfeito transformado em ilusão. Dor. Dor que uma alma grita. Como vc disse lá no alto as estradas tem nomes e muitas até sobrenomes, apelidos e reviravoltas. Mas volte.

    Sem palavras... Desculpe-me.

    Um abraço

    {savannah}_Vidär

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tentarei voltar, mas não farei inversão de marcha.
      Tenho de (tentar afincadamente) seguir...

      Eliminar
  8. Mais importante que a perda é o ter tido, o ter sentido, o ter VIVIDO!
    Isso é o que nos faz.
    Por muito que doa.
    Por muito que nos tenha sugado os sentimentos e as emoções.
    Por muito que nos tenham usurpado minutos de precioso dar(nos), horas de intenso entregar(nos), dias de imensos sonhar(mos).

    E é tão bom quando se Ama com a tua grandiosidade.

    Nada é em vão. E os teus escritos, os teus sentimentos estão aqui e em ti eternizados.

    Deixo-te um beijo.
    Cat

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será mesmo grandioso Cat? Não creio que seja.
      Por muito que me sinta magoado com dialectos equivocados, no final nunca consigo ficar com mágoa, pois o meu Amor prevalece por esse foco da minha Alma. Contudo, acabo sempre por magoar a pessoa para quem dirigia todos os meus sentimentos. Magoo com a minha ânsia, com a minha vontade de a Viver e ser Vivido por Ela, que me tolda o discernimento. Dizes grandioso, mas sinceramente, sinto pena de mim próprio. Sinto um lamento profundo por ser um Homem com tantas falhas e sim, sinto pena de ser quem sou.
      Tudo o que eu tento dar é Amor... puro, imaculado e exclusivo.
      Mas o que dou em suma é Dor... por desejar que esse alguém caminhe nesse compasso etéreo.

      Mas tens razão sobre os escritos. Para o Bem ou para o Mal, estão cá. Talvez um dia signifiquem algo verdadeiramente transcendente para quem são dedicados... como Ela o sentiu em tempos. Só não queria cair em desgraça. Não me amarem de forma exclusiva... é um desenlace natural para mim. Mas espero do fundo da minha Alma que nunca me considerem um monstro... pois eu nunca quis magoar ninguém.

      Eliminar
    2. Não é uma mentira ou uma hipérbole quando se ouve que se morre de Amor.
      Morre. É verdade. E morre-se várias vezes. Sempre de forma diferente.
      Mas todos nós somos diferentes, somos únicos na forma de sentir, de viver e de querer ser vivido.
      E tudo o que sai da nossa vivência habitual, principalmente uma Paixão intensa e tão ansiosa e de tanta exclusiva entrega, que são dignas de um guião eternizadas em película de cinema, são (infelizmente) incomuns e assustadoras.
      Mas não tenhas piedade por ti.
      Tem por ela que não percebeu essa grandiosidade. Essa preciosidade.
      Não te culpas nunca por Amar demais.
      Amar só vale a pena quando nos perdemos por completo. Quando nos entregamos por inteiro. Quando deixamos de ser dois para sermos únicamente UM.
      De corpo e alma. A perfeita fusão.

      Jamais deixes de Viver e de A viver dessa forma!

      Beijo(te)
      Cat

      Eliminar
    3. Como disse na caixa de comentários de outro post deste recanto: se Ela ficar significa que sorri ao estar comigo. Se Ela não ficar, significa que sorri longe de mim. Ela ganha de qualquer forma, logo essa é a minha Felicidade.

      Quanto a mim... vivê-la é algo que levo comigo até ao meu derradeiro suspiro.

      Eliminar