terça-feira, 23 de abril de 2013

Inspirar e Aspirar ao Divino


 
Sou um garoto num corpo de Homem? Sou um Tolo? Será isso que pensas sobre mim?
Sou um Deus num corpo de Homem? Sou Único? Será isso que pensas sobre mim?
Tu fizeste-me descer do Olimpo e converteste-me nas chagas de um mortal.
Tu desceste do Olimpo, sacrificaste a Tua vida e veneraste-me como um imortal.
Quem és Tu?
Serás Aquela pessoa que cuspiu no Tempo que lhe dediquei?
Serás Aquela pessoa em quem cuspi no Tempo que me dedicou?
Sinto-Te em Todo o lado… Mas se esta intensidade é tão avassaladora, porque não Te vejo?
Sou um sonhador. Uma experiência de mim próprio.
Quero Alguém que me surpreenda.
Abre-me… Entra em mim…
Abre-Te… Enterra-me em Ti!
Existe um Amor que seca como um rio que deixa de receber a chuva.
E existe um Amor que jorra de forma ininterrupta, como uma fonte que brota das entranhas da própria Terra.
O primeiro é o Amor Humano.
O segundo é o Amor Divino.
Eu inspiro-me no Divino.
Eu aspiro ao Divino.
Sempre que estive conTigo desenhava “Amo-Te” com os meus dedos nas tuas costas… alguma vez Te apercebeste disso?
Claro que não! Estavas demasiado absorta no teu mundinho.
Mas Ela apercebeu-se disso.
Tu apercebeste-Te disso.
Peço-Te perdão. Desculpa!
Obrigado por me leres, sem veres as minhas letras.
Amo-Te!
Porquê?
Porque me VÊS... mesmo quando (e)s(t)ou invisível...
Porque te VEJO e Te BEIJO com toda a pronúncia do meu Ser.

38 comentários:

  1. Respostas
    1. D-I-V-I-N-O.

      Não confundir com aquele sentimento efémero que 99,9% da população usa como complemento para o curriculum vitae dos seus mesquinhos círculos sociais.

      Eliminar
  2. Eu acho que um amor assim não deve ser desperdiçado.
    Vai atrás, faz-te visivel mesmo que. no fim percas, tentaste. Não ficam os "ses" a chatear.

    Mas o que eu acho não importa.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente já não há "ses" por aqui... :)
      O texto não retrata uma lamúria por qualquer vírus que tentou sugar o que necessitava de outrem, nem representa um pedido de desculpa para quem apenas usa os outros tentando preencher as suas lacunas. Quando alguém apanha SIDA, não pede desculpa ao HIV, pois não?

      O texto é um Farol. Cuja Luz provém de quem realmente me Ilumina. De quem realmente me viu e tentou puxar da Escuridão. De quem me banhou em palavras e actos, enxugando-me de silêncios e inércias. De alguém que não encara o Amor como uma treta que não paga dívidas. De alguém que me deu uma valente pancada na cabeça, alertando-me para o ridículo e deplorável egoísmo dessa afirmação. Assim sendo... em linhas de purgação, escorro Amor, Arrependimento e muito Tesão nas entrelinhas, e até faço uma singela menção ao Dia Mundial do Livro :)
      Ela consegue ler-me, literalmente!

      Experimenta, distraidamente, escrever "Amo-Te" nas costas da pessoa que partilha o teu leito de paixão. E constata como apenas quem está realmente atento a ti se aperceberá da declaração. Os restantes irão interpretar o deslizar dos dedos como mera carícia, tipo palmadinha nas costas pós-coito... lol
      Atenção, nada contra as belas das explosões de selvajaria carnal.
      Mas apenas isso não garante transcendência. E a minha Intensidade exige prolongamento da fogosidade... da Unidade.

      Eliminar
  3. Absorvi tal narrativa com tanta volúpia, que até o Anjo ficou enciumado ^.~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os Anjos são assexuados, logo não sabem do que falo... talvez resida aí a razão do ciúme ;)

      Eliminar
  4. Todos nós somos invisiveis e nem todos nos vêm. Sempre que há alguém que ultrapassa essa barreira, não devemos perder a oportunidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Absolutamente de acordo, pois se enjeitarmos a primeira oportunidade arriscamos constatar a quimera das segundas oportunidades.

      Eliminar
  5. Quando passamos a ser enxergados por alguém com uma transparência que não deixa dúvidas, não devemos deixar que essa pessoa sai da nossa vida.



    E a imagem!?
    Gostei!
    ;)






    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos perante uma dádiva!


      Eu sabia que irias comentar este post sua marota... antecipaste-te na utilização desta bela imagem.
      Bom gosto... inquestionável ;)

      Eliminar
  6. O Amor é isto: os receios, os temores; as incertezas, os desencontros; a insegurança e a esperança...
    Nada do que vale a pena é simples ou fácil.
    Por isso quando amamos é por inteiro e vertiginosamente.
    Por isso quando somos correspondidos é o sublimar da entrega. Do corpo e da Alma.
    E quando isso acontece jamais somos invisíveis...

    Beijo(te) Invisível mas tangível

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivemos num planeta inumano... num espaço deturpado no qual as gentalhas empregam mais carinho nos animais do que no próximo...
      Aliás, não é à toa que inúmeros casais que se separam, chegam ao ridículo de partilhar a "custódia" do animal doméstico, como se de um filho se tratasse. É realmente um mundo enfermo, aquele no qual os seus habitantes deixaram de enxergar o seu reflexo no ser falante e pensante... e passaram a ver o seu reflexo em latidos, miados e balidos...

      Eliminar
  7. Deixo-te um pouco de Vinícius de Moraes, e um *beijo*

    "E por falar em saudade onde anda você
    Onde andam seus olhos que a gente não vê
    Onde anda esse corpo
    Que me deixou louco de tanto prazer
    E por falar em beleza onde anda a canção
    Que se ouvia na noite dos bares de então
    Onde a gente ficava,onde a gente se amava
    Em total solidão
    Hoje eu saio da noite vazia
    Numa boemia sem razão de ser
    Na rotina dos bares,que apesar dos pesares
    Me trazem você
    E por falar em paixão, em razão de viver
    Você bem que podia me aparecer
    Nesses mesmos lugares, na noite, nos bares
    Onde anda você

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palavras lindíssimas, mas não procuro o passado.
      No passado errei, fui patético...
      Felizmente, apre(e)ndi rapidamente que a Vida está no presente do presente.

      Eliminar
  8. Existe sempre aquele alguém que nos vê sem ser preciso sermos vistos, sem ser preciso nos mostrarmos.

    Ártemis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que nos carrega com um sorriso, quando julgamos ser um fardo de desperdício.

      Eliminar
  9. Por que suportar todas as adversidades? Por que esperar até que tudo esteja como ele quer pra só então sermos felizes? Porque, Eros, há entre eu e ele esse amor a que você se refere, o amor transcendente e imortal, que me faz transparente a ele tanto quanto ele é para mim. Ele me lê como ninguém mais assim como eu a ele. Infelizmente, a vida e suas metáforas, nos separou por muito tempo e cada um seguiu um caminho acumulando pessoas que têm que ser respeitadas e situações que demandam tempo para serem resolvidas da melhor forma e mais delicadamente possível. Até lá não há como fugir ao sofrimento que a distância e o ciúmes agora significam para nós. Compreende? Somos a unidade, somos complementares... nada nos sobra e nada nos falta quando estamos juntos e ambos, cada qual a seu modo, nunca fomos felizes com outras pessoas como somos juntos. História separados, sim, ambos temos, mas cada um de nós carregou o outro dentro de si pela vida afora até esse reencontro. Tudo entre nós é pleno... o amor, o carinho, a compreensão, o conhecimento, o sexo e o desejo de viver tudo isso eternamente. Tinha desistido de viver até que ele voltou pra minha vida e renasci pelo amor desse homem.
    Por que te conto? Porque tua intensidade e tua sensibilidade me encantam e minha fragilidade solitária nesse momento me fez buscar por compreensão. Desculpe se excedo limites.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não excedes limites alguns, ora essa!
      Caroline, não respondo ao teu comentário com o meu ponto de vista sobre o Amor e o conceito de Unidade. Porquê? Porque é irrelevante para o assunto, justamente pelo seu antagonismo com o que defendes. Se chegas ao fim do dia e sorris, maravilhoso! Segue o teu "Arco-Íris" e espero sinceramente que o destino seja fausto! :)

      Eliminar
  10. É precisamente aí, no âmago que se vê o (in) visível!
    Que nunca deixes de ser quem és,alguém te avistará com um sorriso e te acolherá como mereces.

    Um bom dia, Eros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes cambiar o tempo verbal do Futuro do Presente do Indicativo para o Presente :)

      Eliminar
  11. Passamos quase a vida toda a desejar encontrar algo assim. Chegado o momento fugimos porque tememos a leitura.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Medo é uma escolha... que dispenso perfeitamente.

      Eliminar
  12. Tens de ouvir sem demora Melody Gardot "Love me like a river does"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está uma proposta tão adequada ao contexto.

      Eliminar

  13. Quando nos veêm sem nos olharem, a simples existência transporta todas as palavras não ditas. Num suspiro se soletram desejos, num gemido se expõem vontades.
    Lindo!

    Beijos, Eros ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindas, foram essas palavras, cara Eva.
      Sempre tão certeira nos comentários :)

      Eliminar
  14. Debaixo de um SOL ... Estrelado......
    aí encontrarás a paz no teu coração...
    não deverias pedir desculpa por amar....amar está no teu ser..
    é como impedir a água do mar de fazer ondas.....not natural ;)
    beijos leves emplumados ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu e as plumas... ;)
      Tens toda a razão, sem dúvida... deveria ser fortemente fustigado só por ter considerado em tempos sacrificar a minha própria essência...

      Eliminar
    2. ehehhe.. mais nada!!
      se é para FUSTIGAR fortemente....hummm ...além das plumas tambem arranjo um chicote.. vê lá :P
      eehehehheh

      Eliminar
    3. ahahahahah
      Voltas a ter razão... o que é realmente preciso é SENTIR :)
      E que se FODA o resto... literalmente :P

      Eliminar
  15. divino...
    saber escrever "amo-te" com a ponta dos dedos
    divino...
    saber sentir o toque do "amo-te" não sendo tarde demais
    deixo-te um sussurro DIVINO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é... mas há muitas (e muitos) que não sabem ler e estão aprisionadas(os) no mundano e nos seus efémeros prazeres...

      Eliminar
  16. feliz aquele que sabe escrever no corpo com os olhos a palavra AMOR
    feliz aquele que em si a sabe desifrar
    um sussurro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hajam então boas narrativas e melhores leituras :)

      Eliminar
  17. O Amor pode ser Humano e Divino, um Homem deve sentir-se um puto e um Deus!
    A busca deve ser por alguém que nos surpreenda ao abarcar a dualidade do nosso Ser, em todas as suas ambivalências. Que seja capaz de ler mais do palavras dedilhadas nas suas costas, mas as palavras não ditas que brotam do brilho dos olhos e que denunciam desejos que por vezes nem nós próprios sabemos ter.
    Se um rio seca ou se brota incessantemente mas não desagua na imensidão do teu mar de sentimentos, como é que te vais poder sentir a transbordar?
    Se te sentes inteiro, foca-te e disfruta. Se te sentes metade, busca pela metade que te completa, mas não te resignes a algo que te divide.
    Pode não ser fácil nem eterno, pode ser necessário falhar e voltar a tentar....mas é possível encontrar, hoje eu acredito que é possível. Conheci um pássaro que me fez acreditar.

    Bom dia para ti Eros
    Beijos constelados
    da Tua *Estrela*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      Sabes esboçar um sorriso nas pessoas... isso é um dom maravilhoso.
      :)

      Sobre os amores... sabes bem como apenas aceito o Divino.
      A minha intensidade não tem freio.

      Eliminar