segunda-feira, 29 de abril de 2013

PH



O Teu nome é um mantra quotidiano.
Mesmo dissolvido, encontro nele o meu equilíbrio.
Cada respiração traz o Teu nome aos meus lábios… seja na expiração, seja na inspiração.
O Teu silêncio vociferou a minha mágoa até ao momento em que me muni da raiva para fincar a minha réstia de auto-estima. Recordo como segui pela esquerda e Tu viraste à direita. Por muito que ambicione secretamente encontrar-Te numa confluência de estradas, não voltarei a incomodar-Te com a minha buzina, pois escolheste o silêncio. Todavia, tenho plena consciência que se um dia me enviares sinais de luzes, piscando-me para mudar de direcção e acostar conTigo, seguir-Te-ei. Sim… tenho sempre o olhar no retrovisor. Pertenço-Te! Sorrio quando Te sinto iluminada, mesmo que viajes no conforto do banco de passageiro de outro Ser… ou mesmo que viajes ao volante, orgulhosa do Ser que acomodas no Teu banco de passageiro. Amo-Te! Esta é a imensidão do meu Sentir. Há muito que ser o Teu foco se tornou irrelevante para mim... pois o meu foco é o Teu Sorriso. Se ficar direccionado para mim, serei um Deus. Se ficar apartado de mim, serei o mortal mais feliz do planeta, por reverenciar a aura refulgente de uma Deusa. Posso peregrinar por terras distantes e por corpos forasteiros… mas o meu coração encontra-se enterrado há muito nas Tuas longínquas mãos. As ruas podem trazer distracção alucinada e o prazer carnal pode trazer diversão inusitada… mas quando cessa o frenesim, nunca terei o coração pulsando na transcendência. A cidade não dorme, mas por mais gente que me olhe, toque e tente seduzir, apenas consigo pensar na Tua mão cravada na minha e nos Teus grandes olhos escrutinando-me.
Sei que irei viver mil e uma vidas sem Ti… mas tudo o que eu desejava era morrer mil e uma mortes conTigo.
 
 
 
 
 
 






(Logo, responderei a comentários pendentes e afins. Estou cansado, mas precisava disto… precisava de me encontrar comigo e só comigo! Perto do Mundo e longe do Mundo... mergulhado no ruído harmonioso do jogo de contrastes. Devo ter dormido 8 horas em 4 dias, pois realmente aquela cidade não dorme… o voo foi longo e ainda tenho 3 horas de viagem de carro pela A1. Sirvo-me do telemóvel para actualizar este recanto de purgação, com o intuito de Te deixar um sorriso dedicado e palavras supra-exclusivas, mesmo que não me vejas… mesmo que não me sintas... mesmo que sejam irrelevantes... mesmo que sejam irritantes...
Amo-Te! Ontem, Hoje e Amanhã!)

 

36 comentários:

  1. Vai ver sim senhor. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que os seus olhos vejam e se regalem com o que Ela desejar.

      Beijinho

      Eliminar
  2. Lindo texto! A ultima frase é arrebatadora!
    Não pude deixar de sorrir enquanto o lia... algumas pessoas chamam-me princesa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vénia pois então, à vossa realeza :)

      Eliminar
  3. Leio-te há muito, mas finalmente ganhei coragem para te comentar. Embrulhas amor com tesão em declarações que me estremecem enquanto leitora. Imagino como ficará o foco das tuas palavras, pois tu tens o dom de tocar com as palavras.
    Já agora, essa mão é tua? É que adoro mãos e essa mão, bem, desperta-me a vontade de ser tocada... :)))

    Beijo suspirado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a mão da imagem é a mesma que redigiu estas palavras.
      Se as palavras inspiram, fico sorridente, mesmo que o seu foco não sinta a minha Luz.

      Beijo

      Eliminar
  4. Bom dia meu querido amigo Eros', é sempre uma honra vir ler-te, contemplar das suas emoções que para mim são inspirações particulares, escrever com tamanha intensidade que chega alcançar-me mesmo quando estou longe... completamente longe.

    Hoje quero deixar carinhos meus, e não deseje apenas a morte, mas a vida de viver muito mais do que mil , mas viver uma vida de mil e um motivos pra sorrir, para ser feliz ao "lado de quem escolheu".

    Beijos Meus
    Ótima semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quanto Tempo, cara Eva.
      Espero que esteja tudo bem por aí.
      Esta Morte à qual aludo na derradeira linha é uma Morte bem mais saudável que a Vida :)

      Beijos e votos de uma bela semana!

      Eliminar
  5. Voltei para o meu blog apenas para poder falar do que, por circunstâncias, sou obrigada a calar... "mesmo que não me vejas... mesmo que não me sintas... mesmo que não sejam relevantes minhas palavras"... como tu o dizes... entendo o que queres dizer com encontrar-se consigo mesmo.
    Mas sobre teu post, amar sozinho doi muito, Eros, e como disse um amigo, amar sozinho é voar sem ninho.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Durante muito tempo, sofri com esse conceito de "Amar sozinho"... mas sabes que mais? Não existe "Amar sozinho"... ou se Ama ou Não se Ama! É tão simples quanto isto.
      Portanto, amemos com TUDO o que temos. Se o foco do nosso Amor não retribuir é porque não sente que nascemos para ele da mesma forma que julgamos ter nascido para ele. Há que seguir em frente, com a plena noção e consciência de que entregamos TUDO o que havia em Nós. Se não foi suficiente, certamente haverá alguém, algures, sequioso pelo que habita em nós.

      Beijos cara Caroline.
      Desejo que não só encontres Luz, mas que te ilumines da mesma... pois relembra-te: há uma Luz imensa em cada um de nós. O resto, que se aconchegue em nós, se considerar ser digno de nos receber :)

      Eliminar
    2. Quem sabe eu aprenda a sentir dessa maneira em relação a esse homem que amo... sempre fui assim e o que disseste cabe perfeitamente em quem eu era até reencontrá-lo, um amor de juventude que a maturidade me devolveu... Obrigada pelas palavras, Eros... foi bom lembrar de quem sou capaz de ser...
      Beijos.

      Eliminar
    3. Respira fundo... e Vive... sempre!

      Beijos

      Eliminar
  6. "Sei que irei viver mil e uma vidas sem Ti… mas tudo o que eu desejava era morrer mil e uma mortes conTigo."

    Penso que tudo ficou "concentrado" nesta frase. Gostei muito :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sumariza o que sinto.

      Sabe bem agradar a alguém que escreve bem melhor do que estas linhas que grafo :)

      Eliminar
  7. Eros, és um poeta! :) Lindas, a mão e a ideia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me considero Poeta.
      Quanto muito, sinto Muito! :)

      Eliminar

  8. Sinto-te um regressado frenético!!! E gosto de te sentir assim... um eterno Amante!

    Nunca se Ama sozinho :)

    Beijos americanos menino ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eterno Amante... gosto desse epíteto... :)
      Venha de lá a Vida!!

      Beijos moçoila

      Eliminar
  9. Confesso que esperaria ver-te a chegar e a dizer Bom dia ao Mundo Eros...
    Não consigo deixar de sentir uma certa tristeza de te ler dizer que tens o coração enterrado em mãos que não o agarram...como se fosse possível enterrar um coração que sente tanto.
    Viajar é imensamente libertador....mas pareces voltar preso às mesmas amarras.Se não te libertares.....como poderás viver?

    Pois fica aqui declarado que as palavras que poderão ser irrelevantes ou até irritantes para quem as diriges, tocam em alguém...afetam "o conforto dos estranhos", mas tu sabes isso.

    Purga-te e vive Eros! Como tu próprio dizes, a vida é demasiado curta para nos resignarmos a menos do que Tudo.

    Beijos constelados
    da Tua *Estrela*






    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estrela, de toda a compilação de imperfeições que possuo, hipocrisia não faz parte delas. Sou genuíno e encontro liberdade na intensidade de uma entrega absoluta e inequívoca.
      Procuro o Tudo sim, mesmo que os torvelinhos da Vida não concretizem certas ambições... mas sou um Homem Feliz, apercebo-me hoje de tal... pois afinal de contas, há muitos que não chegam a atingir os píncaros de Transcendência que algumas horas da minha Vida me proporcionaram.
      E por Tudo isso, entrego dedicadamente o meu humilde coração.

      Beijo constelado.

      Eliminar
    2. E onde fica o Amor que é Corpo e Alma? Onde fica a unicidade? Um voo solitário nunca poderá ter a beleza de um voo lado a lado.
      Não te condeno por sentires, pois mesmo sendo o ser humano um dos exemplos da Perfeição, não detemos o poder sobre as escolhas do coração (aliás não te condeno por nada...) mas da minha compilação de imperfeições faz parte a "revolta" perante a injustiça e na minha maneira de Te ver acho injusto que te resignes a viver a felicidade com base em momentos de Transcendência que não se escrevem no tempo presente, que te resignes delicadamente a um Amor amputado.
      A resignação simplesmente não combina com a intensidade dos teus sentires....
      Mas talvez seja eu que te vejo com olhos deturpados.

      Perdoa-me a rudez das palavras....acho que hoje acordei endiabrada.

      Bom dia príncipe :)
      Beijoooos constelados
      da Tua *Estrela*

      Eliminar
    3. Claro que esse Amor de Corpo e Alma é uma ambição, sempre! Logo, não há cá espaço para resignações. Mas a minha Felicidade reside na certeza da minha entrega irrefreável. Apenas me sentiria amputado, no dia em que sentisse que não Sinto.

      Um dia de cada vez.
      Bom dia :)

      Beijo nada rude

      Eliminar
  10. Por vezes, sinto aí uma bipolaridade... Ora sabes o que queres, ora não sabes. Ora vais, ora ficas. Ora escreves, ora apagas. Afinal em que ficamos, rapaz?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chama-se desconstrução.
      Se até Sócrates só sabia que nada sabia, quem sou eu para saber?
      De qualquer forma, tenho a coragem de as fazer (as desconstruções), de as assumir e de as assinar.. sem precisar de me esconder. Porque esconder-me num anonimato, isso sim, seria uma psicopatologia.

      Eliminar
  11. Quase de certo que a Princesa te sente muito mais do que sentes que te sente Eros.
    Fico feliz por te sentires novamente Tu e pronto a Viver, sempre Viver.
    Beijo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Venha de lá então a Vida, pois se realmente a Princesa me sente... certamente há por lá um sorriso que em certas alturas do dia é só meu. E sabê-la sorrir, cumpre os meus desígnios.
      *Beijo

      Eliminar
  12. Sorriso Serenoabril 30, 2013

    Ups ..que tal intensidade de sentimentos Eros ,algo transcendental mesmo, Parabéns ! Esse amor merecia ser vivido como mortal e não endeusado. Gostei de te saber mais feliz e com vontade de VIVER, mesmo que seja pela força desse sorriso que descreves.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho vontade de VIVER pelo sorriso que descrevo, mas por MIM. Pode parecer confuso, mas as palavras reforçam uma Identidade. Assumo quem sou e o que sinto. O resto, bem o resto é tentar sorver o máximo da polpa que esta Vida nos oferta.

      Beijo... sempre bom ter o teu sorriso sereno por aqui... comigo :)

      Eliminar
  13. Olá,

    Sempre muito bonito por aqui. Por alguns anos penso que vivi assim. De modo a "estar" presa no tempo. Onde o amor era algo impossível. Mas o importante é o sentir. E o sentir mesmo que triste transforma em lindas palavras desenhadas. A dor e o amor vivem lado a lado sempre. Adoro passar por aqui e ler, mesmo que para muitos sejam palavras de dor, vejo apenas palavras de uma alma que ama.

    Um abraço

    Cuide-se

    savannah_Vidär

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que acabaste de escrever revela que me lês como poucos.
      É justamente isso, o que muitos interpretam como dor lancinante, representa na realidade um Sorriso Amoroso. Este recanto é essencialmente uma Carta de Amor, Imortal, Intemporal, escorrida por esta Alma forjada com imperfeições, mas igualmente repleta de emoções.

      Abraço Savannah!
      Eu cuido-me... diariamente :)

      Eliminar
  14. Percebo que amas de uma forma intensa, cheia de entrega e desejo. Sofres com a distância e com a incerteza...mas acima de tudo amas, queres bem, dás de ti.
    Pela forma como me identifico contigo assolam-me 1000 perguntas para ti...obviamente não farei nenhuma!
    OF

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes usar o mail do meu perfil, como te aprouver.
      Se te identificas com muito do que escrevo é porque também sentes com intensidade similar. De que vale Viver se não existir essa Intensidade no Sentir?

      Bejinho

      Eliminar
    2. Obrigada pela "abertura" :)
      Identifico-me imenso porque me transportas no tempo, na história da minha vida, nas pessoas que se cruzaram comigo...
      Tu consegues passar para palavras essa intensidade...nem todos o conseguem!
      Beijinho
      OF

      Eliminar
    3. Este nunca será um recanto "fechado", apesar de supra-pessoal. Que os sorrisos continuem a assomar por aí.
      :)

      Eliminar