terça-feira, 14 de maio de 2013

Ambiguidade (op)Erótica



Descrevem-no como uma Dança.
Por vezes encaro-o como um Duelo Operático.
Encenação sem fingimento, de corpos enredados em harmonia. Numa coreografia intemporal.
Bailado mélico, que inesperadamente nos arremessa para o caos de um espaço bélico.
Determinamos Acarinhar ou almejamos Ferrar?
Desejamos o Carinho ou desesperamos pela Ferroada?

 

18 comentários:

  1. Eu chamo-o entrega ...

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há mil e um nomes...

      Um Beijo

      Eliminar
  2. Por isso gosto tanto de dança... imagino uma coreografia cheia de tensão, aproximações e afastamentos onde a paixão surge em cada movimento.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Expressão vertical para um desejo horizontal... e não só...

      Beijinho

      Eliminar

  3. Hoje diria que há Ferroadas que sabem tão bem!...

    Beijos moçoilo ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que manter a mente aberta... e não só...

      Beijos moçoila :P

      Eliminar
  4. Adoro dançar...e um bom par para dançar comigo...
    Que determine e deseje um pouco de tudo, tal como eu...
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendes-me bem, portanto...
      Um par que deseje um TUDO de TUDO, diria eu...

      Beijo :)

      Eliminar
  5. Tudo se resume em amar ..
    Beijo Eros.

    ResponderEliminar
  6. Olha eu penso que seja isso tudo e muito mais.

    Quem deseja, deseja tudo!

    :)

    ResponderEliminar
  7. Digamos que a beleza dessa dança está exactamente na busca de um equilibrio entre os antagonismos que se vivem no acto em si. Nada mais será que uma guerra de corpos, onde a paz da alma figura como personagem central para o desfecho do enredo final... E mais não digo. Top secret! ;o)

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E muito disseste :)
      Partiremos então, para a frente da batalha, sem medo de padecer... numa reinterpretação do estilo kamikaze :)

      Beijinho

      Eliminar
  8. Exploras e dominas a Ambiguidade como poucos Eros, e adoro essa tua capacidade. Mas hoje, o que vejo aqui são perguntas retóricas de resposta óbvia: Desejamos ambos, almejamos Tudo!

    Beijos constelados
    da Tua *Estrela*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Venha de lá, então, um dilúvio de Tudo... pois desejo soçobrar no mesmo.

      Beijo constelado

      Eliminar