terça-feira, 21 de maio de 2013

Emalhados



Adoro uma boa batalha.
Adoro o Teu espírito desafiador.
Certeza que rapidamente te engodou quando sentiste os meus dedos trepando para os Teus lábios. Assim como um bom Pescador, jamais enjeitarei uma oportunidade para fisgar a minha Presa.
Desamparadamente arpoada, estocava-Te até à submissão… com a destreza de dois dedos que te sustinham no ímpeto do assalto aos Teus Sentidos.
Quando Te dissolveste, gritando uma, duas, três vezes, a todas as entidades divinas alguma vez concebidas, arremeti contra Ti de forma bárbara até explodir num clamor gutural.
Encharcada em suor e seivas de paixão, lacrimejada de arrebatamento, implodiste sob o meu peso. Contudo, quando sentiste que retirava lentamente o anzol dos Teus lábios, sugaste-o de volta para o seu Lugar. Pois este era um gancho que não tinhas intenção de sacudir…

14 comentários:

  1. A batalha entre peixe e pescador é sempre desafiante, nem sempre ganha um, nem sempre ganha outro. O desafio está em ganhar mais vezes que o outro. Na luta que descreves, que ganhem sempre os dois ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui não há derrotados... quanto muito, há derrubados! :)

      Eliminar
  2. E ainda dizem que a pesca é aborrecida.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem diz isso, limita-se a segurar na cana...

      Beijinho

      Eliminar
  3. Isto há pescarias que merecem troféus desportivos...depois delas abandonar o mar é difícil, porque se sabe o quanto ele pode ser generoso para quem a ele se entrega...de corpo e de alma!

    Ártemis

    ResponderEliminar

  4. O segredo está no isco.... ;)

    Beijos, moçoilo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a falar do ponto de vista da presa? ;)

      Beijos, moçoila!

      Eliminar
  5. Porque há momentos que queremos sempre prolongar...
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há outros que se prolongam sem controlo sobre os mesmos...

      Eliminar
  6. Que delicia de texto...
    boa essa sensação descrita.
    Bjins

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Votos de uma boa semana para ti.

      Beijinho :)

      Eliminar
  7. Emalhar é uma arte de pesca passiva Eros, onde não há anzol a cravar a presa e ironicamente é a própria presa que se enlaça através do seu movimento ao tentar escapar da rede que a prende, o que não deixa de ter o seu paralelismo em tantos casos da vida.

    Obrigada por me levares a viajar com o Nelson em memórias tão agradáveis de tantos finais de tarde a puxar redes na praia à espera de levar peixe fresco para o jantar :)

    Beijo constelado
    da Tua *Estrela*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem me parecia que não te cingias ao firmamento, logo agora que te revelaste uma autêntica Estrela-do-Mar :)

      Sorrio ao saber-te, em tempos, emalhada pela faina.

      Beijo constelado.

      Eliminar