quarta-feira, 8 de maio de 2013

O Nome da Fome



Quanto Te desejas alimentar de mim?
Há quanto Te desejas alimentar de mim?
Mastigar-me…
Enlear-me na Tua língua…
Demolhar as Tuas papilas gustativas…
Lubrificar os Teus lábios…
Marinar a Tua garganta…
Culpas-me pela Tua mente desfocada?
Suplicas pelo sustento da minha pele e ruboresces quando Te imaginas a implorar-me de joelhos?
Suspiras que me entranhe em cada um dos Teus poros?
Quão desesperadamente desejas consumir o meu Corpo e a minha Alma?
Certamente jamais ficarás subnutrida, sempre que Te escutar a consagrar o meu nome aos demónios que exorcizas de Ti.

30 comentários:

  1. Desejos por vezes incontroláveis ...

    Um beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desejos reprimidos são nocivos... há que privilegiar o seu estado selvagem e deixá-los em liberdade, sem quaisquer freios!

      Beijo

      Eliminar
  2. Maravilhoso...delicioso...
    Acho que hoje me vou alimentar de alguém...(foi o que me veio agora a mente)
    hehehehe
    um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disseste «... foi o que me veio...»?
      Sua marota... :P

      Beijo

      Eliminar
    2. Sou msm marota...tanto que me alimenteina hora de almoço...hehehe

      Beijo...

      Eliminar
    3. Fizeste bem, mas atenção, um bom nutriccionista aconselha sempre que se evite pular refeições ao longo do dia. Não desperdices uma única... gota.

      Beijo ;)

      Eliminar
    4. Claro q n se desperdiça nada...ainda por cima sou uma gulosa...
      Beijo :)

      Eliminar
    5. Fazes bem... esse apetite queima calorias.. :)

      Beijo

      Eliminar
  3. Que se mate a fome,então...
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Num mundo perfeito, ninguém deveria padecer da Fome...

      Beijinho

      Eliminar
  4. Andas endiabrado, tu!
    Ai, ai, ai ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De diabrete e louco, temos todos um pouco...
      ;)

      Eliminar
    2. Deixo-te uma frase que me costuma inspirar...
      "Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança." William Shakespeare.

      Eliminar
    3. Sublime!
      Já o mesmo Shakespeare também dizia que «Hell is empty and all the devils are here»...
      Até nas penadas de raiva ele inspirava com uma prodigiosa dupla significação... pois até esta frase tem uma vertente luminosa bem travessa ;)

      Eliminar
    4. Concordo piamente com ele. Os diabos andam mesmo à solta por aqui... E é tão surpreendente, que naquela altura, ele já soubesse disso ;)

      Eliminar
    5. Era indubitavelmente muito avançado para a sua Era.

      Eliminar
  5. Nada como um bom demónio para exorcizar a fome.
    (escrevi isto, e depois ri-me)
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou nada como uma boa fome para exorcizar um demónio...
      ;)

      Eliminar
  6. Uma fome que não requer riqueza (ou não o devia requerer), para ser saciada.
    Uma fome que dá prazer.
    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Gula... esse pecado pelo qual capitulo em Luxúria...

      Beijo :)

      Eliminar
  7. Eros,
    Assim não vale .. a boca chega a salivar rs ..
    :)

    ResponderEliminar
  8. E o quanto desejas que alimente de Ti?
    Há qunto desejas alimentar-Me?
    Deslizares-me nos lábios...
    Encheres-me a língua do teu prazeiroso sabor...
    Dáres-me a sentir o odor inebriante de um alimento que me arrepia a pele...
    Corpo e Alma por Ti nutridos de forma desesperadamente descontrolado.
    Jamais quererás deixar de alimentar o vício com essa tua droga a que me vergo, ajoelho e sofregamente absorvo.


    Beijo(te) inspirado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palavras felinas, com inspiração que será sempre uma droga sem efeitos secundários nocivos.

      Beijo, sempre grato pela tua presença tão atenta, meiga e personalizada nesse tom provocatório tão peculiar.

      Eliminar

  9. Eros, gosto dessas tuas vontades renovadas, essa viagem reacendeu um ímpeto forte que implica uma solícita satisfação!

    Beijos, atrevidote ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os dias de turbilhão já lá vão... :)
      Os tumultos do presente serão aqueles proporcionados pela "transpiração" dos Sentidos.

      Beijos moçoila

      Eliminar
  10. Perigosa inquirição Sr. Eros!
    Obviamente dirigida, mas assim aberta ao mundo poderei recorrer-me daquela já tantas vezes evocada máxima que diz que "quando um artista liberta a sua obra ela deixa de ser apenas dele para ser também de quem a contempla" e estou certa que não queres que te responda.
    Há coisas que não precisam de ser ditas, lêem-se no brilho dos olhos...ou no brilho da *Estrela*

    Beijos constelados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não disse nada... escrevi! :P
      Todas as interpretações do que escrevo são livres e eu jamais asfixiarei alguém... durante muitos ou insuportáveis segundos... ;)

      Beijo constelado

      Eliminar
    2. Eu também não disse nada....nem escrevi.
      Não me asfixias....libertas-me!
      Mas até a Liberdade, mesmo para quem a venera como eu, deve ser ponderada e respeitar a Liberdade dos outros, por isso há coisas que não se dizem, nem se escrevem...adivinham-se.

      Se bem que uma asfixia controlada, durante os segundos certos....tem o seu encanto ;)

      Bom dia para ti Eros!

      Beijos constelados
      da Tua *Estrela*

      Eliminar
    3. Um bom dia Estrelinha da Entrelinha :)

      Beijo constelado

      Eliminar