quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Mon Amour











4 comentários:

  1. Eu chamo a este sentir um desejo insano e louco. Aquele que rasga o corpo e a mente :)
    Beijos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O único admissível... Nuclear!

      Beijo.

      Eliminar
  2. E há tanta gente que tem a capacidade para pôr esta ideia em prática... de realmente cativar uma pessoa para o mundo do desejo ao ponto de se tornar irreversível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A banalidade espreita em várias esquinas, mas o que nos acirra (enquanto seres etéreos, aqueles que rejeitam o boçal) é a descoberta das raras Avenidas de Prazer Transcendental.

      Eliminar