terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Orgasmo



Escuto o murmúrio
De um silêncio apreensivo
Que se encontra no adro
De um Grito.
São átimos elétricos
Onde sorris com o olhar
Numa proximidade
Que me enleva
E enleia
Num cobertor de átomos
Depurados.
Quem és Tu
Alma migratória
Burilada
Nas margens lodosas
Dos meus devaneios?

8 comentários:

  1. Há perguntas que continuarão a a er perguntas...
    À parte disso o poema está muito bonito:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas quedarão como meras questões sem respostas para os pobres de espírito, ou para os ociosos... :)
      Obrigado Sandra.

      Eliminar
  2. Gosto de olhares que sorriem !:)
    Beijos bons :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São definitivamente os melhores.

      Beijos :)

      Eliminar
  3. Gostosura de versejar.

    яυgı∂σs ρσétι¢σѕ ∂α ℓєσα
    =';'=

    ResponderEliminar
  4. Sou aquela que enleia no pensamentos....
    Sou aquela que te sorri ao ler-te pelas letras silenciadas...




    Muito bom!!!!
    Beijooooo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um beijo, minha presença incontornável e atenta!

      Eliminar