quarta-feira, 29 de abril de 2015

A Tecla Home



Será que Ela se recorda da primeira vez em que a olhou verdadeiramente?
Daquela súbita mutação no seu olhar… do momento em que ele deixou de ter mãos de peluche e passou a ter garras… da forma como A arrastou pelos cabelos da escuridão para a luz, com o intuito de A contemplar…

Quem seria Ela antes do seu olhar? Como lhe definiriam os outros mediante os seus olhares? Os seus olhos tornearam-Na como uma palavra expositiva… como se A formassem… como se Ela fosse uma forma na sua boca… e ele encarregasse os seus dedos, os seus dentes, a sua língua e os seus lábios da sua apresentação… exposta numa tela ebúrnea, que A aparta dos demais mundanos boçais.

Sem comentários:

Enviar um comentário