quinta-feira, 16 de abril de 2015

Perpetuidade de um Nome



Não Te chamarei pelo nome
Se for diferente
Daquele que grafar
Em vermelho sangue
Na superfície da Tua pele…
Chamar-Te-ei «Sempre»
De apelido «Minha».

4 comentários: