segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Espectro de Matizes Rítmicas



Todos os dias
És uma palavra diferente
Tatuada na minha pele.
Quando releioo passado
Decoro todos os versos
Com filas de beijos
Olhos, clítoris e mamilos
Como pontos de exclamação.

6 comentários:

  1. É através das palavras e da pele que a memória vive :)
    Muito bonito Eros
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... que a memória serve de presente para o presente.

      Beijo :)

      Eliminar
  2. A imagem é muito bonita.
    E as palavras deixam-nos de alma cheia pela possibilidade infinita de encontrar novidade em quem conhecemos bem.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hajam Epopeias cujos capítulos desejamos ler e reler sem avistar o epílogo.

      Beijo Isabel

      Eliminar
  3. E que nunca falte tinta, que se escrevam sempre as palavras todas do mundo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sejam da esquerda para a direita, da direita para esquerda, de cima para baixo ou de baixo para cima...

      Eliminar